Home
Local
Nacional
Internacional
Sociedade
Concelhos
Documentos
FotoGaleria
Agenda
Opinião Semanal
Vídeos
Deputados e Autarcas
dossiers
tv_e_videos
radio_bloco

 

adere
Adere ao Bloco
ficha_de_adesao

Envia para

Rua Comendador Sá Couto nº 112,

Entrada 12, 2 andar, Sala 2.

4520-192 Santa Maria da Feira

Newsletter







Defender a Lusa é defender a democracia e o território criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
18-Out-2012

lusa.jpgA agência de notícias Lusa vai ter um corte de 31% no contrato-programa de 2013 com o Estado. O governo já adiantou que não voltará atrás neste corte, o que é uma machadada na qualidade do serviço público de notícias. O plano do governo já está em marcha, tendo já arrancado um programa de rescisões voluntárias, demonstrando como o governo quer tornar os despedimentos inevitáveis. O BE considera que este ataque à Lusa é um ataque à democracia, à coesão territorial e à língua portuguesa. O país não é província. Os serviços da agência noticiosa serão afetados colocando em risco o direito das populações à informação mas também reduzindo a transparência e o escrutínio público da atuação dos órgãos autárquicos. O BE estranha o silêncio dos autarcas do distrito perante este ataque. O BE rejeita a menorização do distrito de Aveiro e das suas gentes.

 

Defender a Lusa é defender a democracia e o território

O Ministério das Finanças considerou que o corte de 30% no contrato-programa do Estado com a agência noticiosa é irreversível.

A agência de notícias Lusa vai ter um corte de 31% no contrato-programa de 2013 com o Estado. O governo já adiantou que não voltará atrás neste corte, o que é uma machadada na qualidade do serviço público de notícias. O plano do governo já está em marcha, tendo já arrancado um programa de rescisões voluntárias, demonstrando como o governo quer tornar os despedimentos inevitáveis.

O BE considera que este ataque à Lusa é um ataque à democracia, à coesão territorial e à língua portuguesa. O país não é província. Os serviços da agência noticiosa serão afetados colocando em risco o direito das populações à informação mas também reduzindo a transparência e o escrutínio público da atuação dos órgãos autárquicos. O BE estranha o silêncio dos autarcas do distrito perante este ataque. O BE rejeita a menorização do distrito de Aveiro e das suas gentes.

A Lusa é uma agência essencial ao país e é um importante suporte para outros órgãos de comunicação no país e no estrangeiro, difundindo 12 mil notícias, 3 mil fotografias, mil sons e 850 vídeos por mês. Necessariamente este corte do governo PSD/CDS afetará a qualidade e a quantidade do serviço, mas também a abrangência da cobertura do serviço.

 
Artigo seguinte >
Bloco Esquerda Distrital de Aveiro
prestarcontas.jpg
Jornal Esquerda
Jornal do Bloco nº 23 
Online
© 2020 Site Distrital de Aveiro - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.